Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

A Rússia carregou um dispositivo misterioso a bordo de seu mais recente cargueiro espacial

Estás a ler: A Rússia carregou um dispositivo misterioso a bordo de seu mais recente cargueiro espacial

o Rússia lida com a maioria dos suprimentos para a ISS. A última espaçonave a decolar de Baikonur abrigava um misterioso dispositivo destinado a um experimento científico.

O Progress MS-07 deixou o Cosmódromo de Baikonur, no sul do Cazaquistão, em 12 de outubro e seguiu direto para a Estação Espacial Internacional para reabastecê-lo. Levou a bordo combustível, comida, suprimentos, oxigênio e água.

Progresso MS-07

Os inquilinos da ISS descarregaram o material e, em seguida, encheram o navio de carga com seu lixo e excrementos antes de jogá-lo de volta na atmosfera da Terra.

Progress MS-07 tinha um sensor estranho a bordo

Progress MS-07 então começou uma longa descida e acabou se desintegrando sobre a cidade de Dubai, causando um rebuliço nas mídias sociais ao mesmo tempo.

Se a Rússia usa seus navios cargueiros para abastecer a estação espacial, muitas vezes também aproveita a oportunidade para colocar satélites em órbita ou mesmo para realizar experimentos. O MS-07 não fugiu à regra e assim embarcou a bordo de um satélite especializado em retransmissão de dados e um robô em miniatura desenvolvido por uma empresa russa como parte de uma campanha de comunicação.

Anatoly Zak, historiador e jornalista especializado em atividades espaciais, acompanhou a operação com atenção e também analisou detalhadamente as fotos oficiais fornecidas pela RKK Energia e, portanto, pela empresa russa responsável pela construção da carga.

Mas precisamente, em uma dessas imagens, o homem viu um misterioso sensor que não corresponde de forma alguma aos dispositivos listados pelo manifesto de carga. Intrigado, ele fez a pergunta diretamente às autoridades russas e estas lhe explicaram que esse sensor era na verdade parte de um experimento científico.

Um sensor destinado a uso militar?

Claro, Anatoly procurou saber mais, mas seu interlocutor se recusou a dar mais detalhes sobre o objetivo desse experimento.

David Axe, um jornalista que trabalha para a Vice, conduziu sua pequena investigação e contatou vários especialistas em questões espaciais. Jonathan McDowell, um especialista independente, ficou muito surpreso com a resposta das autoridades russas e, portanto, pensa que esse famoso sensor pode ser destinado ao uso militar.

Outro especialista em tecnologia espacial russa foi mais longe ao se referir a um sensor possivelmente destinado a operações de proximidade e, portanto, um sensor que permite aos satélites manobrar perto de outros satélites.

Deve-se lembrar, no entanto, que a Rússia não é a única a realizar experimentos secretos na órbita do nosso planeta. Os Estados Unidos estão fazendo o mesmo com o avião espacial X-37B.

Créditos da imagem

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.