Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Anéis de crescimento de conchas antigas mostram que os dias eram 30 minutos mais curtos …

Estás a ler: Anéis de crescimento de conchas antigas mostram que os dias eram 30 minutos mais curtos …

Os cientistas descobriram que milhões de anos atrás, perto do final do reinado dos dinossauros, a Terra girava muito mais rápido do que hoje. Naquela época, os cientistas dizem que a Terra girava 372 vezes por ano em comparação com o atual 365. As informações vêm de um novo estudo de conchas de moluscos fossilizados do final do Cretáceo. A rotação mais rápida da Terra significaria que os dias duravam apenas 23,5 horas, em vez das 24 horas que vemos hoje.

A casca do molusco agente que o cientista estudou é de um grupo extinto e altamente diversificado, conhecido como amêijoas rudistas. Essas criaturas cresceram muito rápido e estabeleceram anéis de crescimento diário. Os cientistas usam lasers para provar fatias minúsculas da concha e contar os anéis de crescimento com mais precisão do que os pesquisadores humanos que usavam microscópios conseguiram fazer no passado.

Os anéis de crescimento permitem que os pesquisadores determinem o número de dias em um ano e calculem com mais precisão a duração do dia 70 milhões de anos atrás. O estudo encontrou evidências de que os moluscos abrigavam simbiontes fotossintéticos que poderiam ter alimentado a construção de recifes à escala dos corais modernos. O estudo conseguiu obter uma resolução suficientemente alta que pudesse ser combinada com a rápida taxa de crescimento dos bivalves antigos para revelar novos detalhes sobre como a criatura vivia e as condições da água que cresciam até a fração do dia.

A equipe diz que possui cerca de 4 a 5 pontos de dados por dia, algo quase sempre encontrado na história geológica. Os cientistas podem olhar para um dia 70 milhões de anos atrás. A análise química realizada na concha mostrou que as temperaturas do oceano eram mais quentes no final do Cretáceo do que se imaginava anteriormente, com temperaturas que atingem 104 graus Fahrenheit no verão e excedem 86 graus Fahrenheit no inverno.

A equipe diz que as altas temperaturas no verão se aproximaram dos limites fisiológicos dos moluscos. Os cientistas focam um laser em pequenos pedaços de conchas que perfuram 10 micrômetros de diâmetro. Os oligoelementos dentro desses canais revelam informações sobre a temperatura e a química da água no momento em que a concha se formou.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.