Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

China: drones espiões maiores que a vida

Estás a ler: China: drones espiões maiores que a vida

o China emprega nova tecnologia de vigilância robótica para espionar a população. Estes são drones em forma de pomba. As autoridades chinesas já implantaram esses drones na região de Xinjiang, localizada na parte noroeste da China.

Segundo fontes próximas ao governo, esses drones de vigilância em forma de pássaro não são novos.

Autoridades disseram ao South China Morning Post que mais de 30 agências governamentais e militares já usaram esse método de vigilância em pelo menos cinco províncias nos últimos anos. Cada drone tem asas batendo e é equipado com uma pequena câmera que transmite as imagens para os controladores.

Segundo as fontes, o governo chinês usaria esses drones para monitorar a população muçulmana que considera separatista.

Controlar as atividades da população em risco

Este programa de vigilância por drones chama-se Dove. É dirigido por Song Bifeng, professor da Northwestern Polytechnical University em Xian, localizada na capital da província de Shaanxi, no noroeste da China.

Atualmente, este programa ainda é implantado em pequena escala, mas em breve poderá ser estendido para os campos civil e militar.

A China pretende fazer o máximo de vigilância possível na zona ocidental de seu território, onde estão localizados o Cazaquistão, a Rússia e a Mongólia, que representa uma importante população muçulmana que é, aos olhos do governo chinês, focos de separatistas.

Os americanos assumem a liderança

Esses drones espiões têm 50 centímetros de comprimento e podem voar a uma velocidade de 40 km/h por no máximo 30 minutos. Cada drone pesa 200 gramas e carrega câmeras, antenas GPS, sistemas de controle de voo e antenas de data link que permitem que o drone seja controlado remotamente.

Um par de rotores com manivela executa o movimento da asa para cima e para baixo e o software estabiliza o vídeo da câmera.

Antes de implantar esses drones na região noroeste da China, a equipe de pesquisa realizou quase 2.000 voos de teste. Descobriu-se que a maioria das pessoas confundiu esses pássaros drones com pássaros reais.

No entanto, cientistas da Universidade de Oxford já estão projetando drones falcões para a Força Aérea dos EUA interceptar pombas de drones que podem se infiltrar no espaço aéreo dos EUA.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.