Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

China enviará missão para coletar amostras de asteroides em 2025

Estás a ler: China enviará missão para coletar amostras de asteroides em 2025

O ano de 2025 será um grande ano para a China, especialmente no campo da exploração espacial. De acordo com Zhang Rongqiao, o designer-chefe da missão Tianwen 1 que enviou um rover a Marte, 2025 verá o lançamento da missão Tianwen 2, que terá como objetivo visitar asteroides e coletar amostras.

Rongqiao explicou em 13 de maio na China Central Television que Tianwen 2 está agora em sua fase de desenvolvimento. Os componentes estão sendo testados e o lançamento está previsto para 2025.


O cinturão de asteróides
Créditos 123RF.com

A missão Tianwen 2 será a segunda missão espacial da China. O país já conseguiu um feito ao completar com sucesso sua primeira missão interplanetária com Tianwen 1.

O que sabemos sobre Tianwen 2

De acordo com as informações, a missão Tianwen 2 durará um total de 10 anos e será dividida em duas partes distintas. Na primeira parte, a sonda espacial se juntará ao asteroide Kamo’oalewa que fica nas proximidades da Terra. Este asteróide também pode ser um fragmento da Lua.

Uma vez no nível do asteroide, a sonda coletará amostras usando a técnica “touch-and-go” já empregada pelas sondas Hayabusa 2 do Japão e OSIRIS-REx da NASA. Mas a diferença é que Tianwen 2 também tentará outra técnica de amostragem. A sonda chinesa se conectará a Kamo’oalewa usando 4 braços robóticos, cada um com uma broca no final.

Depois de pouco mais de dois anos, a sonda Tianwen 2 está programada para voltar à Terra para trazer as amostras. Ela então começará a segunda parte de sua missão.

Usando a gravidade da Terra, a sonda alcançará um “asteróide ativo”, ou seja, um objeto espacial com as propriedades de um asteróide e as de um cometa. A meta é chamada 311P/PANSTARRS e a jornada para alcançá-la levará 7 anos. Chegando ao seu destino, a sonda Tianwen 2 orbitará o objeto e realizará análises usando um conjunto de câmeras e espectrômetros. O objetivo será responder a questões como a origem da água na Terra.

Em parceria com uma organização russa

Sabemos que a China não trabalhará sozinha para realizar a missão Tianwen 2. O Instituto de Pesquisas Espaciais da Academia Russa de Ciências também terá um papel a desempenhar na fase de “asteroide ativo” da missão. O instituto foi de fato selecionado para fornecer detectores de partículas e vento solar durante uma chamada de propostas organizada em 2019 pela CNSA ou pela Administração Espacial Nacional da China.

O CNSA não pretende parar em Tianwen 2. Já sabemos que a missão Tianwen 3 está programada para ser lançada em 2028. Seu objetivo será coletar amostras de Marte e trazê-las de volta à Terra. Quanto a Tianwen 4, trata-se de enviar uma sonda em direção ao planeta Júpiter.

FONTE: Space.com

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.