Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

E se nossos ancestrais usassem fontes termais para cozinhar suas refeições?

Estás a ler: E se nossos ancestrais usassem fontes termais para cozinhar suas refeições?

Com base em pesquisas recentemente publicadas na revista online PNAS, Acredita-se que o Olduvai Gorge, uma formação localizada no Great Rift Valley, no norte da Tanzânia, tenha abrigado uma fonte hidrotermal há 1,7 milhão de anos.

Para informação, este famoso sítio paleontológico é uma área onde fósseis de humanos antigos e hominídeos como Paranthropus boseiEU’Homo Habilis e Homo erectus.

Um gêiser alimentando uma fonte termal

Os objetivos iniciais dos pesquisadores eram identificar os tipos de lipídios encontrados em sedimentos coletados ao longo do Olduvai Gorge para entender a evolução ambiental. E para sua surpresa, um lipídio de origem não vegetal os levou a uma descoberta surpreendente.

Uma característica lipídica de bactérias de fontes termais

Segundo os pesquisadores, a análise dos lipídios presentes nos sedimentos poderia informá-los sobre a mudança climática que se alastrou na África desde aquela época, indo de uma zona úmida repleta de árvores a estepes gramadas ou mesmo extensões áridas.

E depois de analisar os resíduos encontrados nesses sedimentos, a equipe do professor Roger Summons do MIT conseguiu reconhecer certos elementos que atestavam o que havia neste local no Paleolítico Inferior.

Com efeito, entre os vestígios de lípidos encontrados, a assinatura do Ruber Thermocrinis estava presente, uma bactéria que só prospera em água muito quente, como fontes termais, acima de 80°C (cerca de 176°F).

Nossos ancestrais poderiam ter cozinhado suas refeições lá

Encontrar a assinatura desta bactéria neste local pré-histórico sugere, portanto, que as fontes termais existiram no Olduvai Gorge, de acordo com os pesquisadores. ” […] Com toda essa atividade tectônica no meio do sistema de rift, pode ter havido extrusão de fluidos hidrotermais”, diz Ainara Sistiaga, pesquisadora do MIT e da Universidade de Copenhague.

Para esses cientistas, a presença dessa nascente hidrotermal na época poderia nos dizer mais sobre as técnicas de sobrevivência e os comportamentos dos antigos hominídeos que frequentavam o local. Aventaram assim a hipótese de que estes últimos poderiam ter utilizado esta fonte para cozinhar os seus alimentos, para cozer as suas presas ou apenas para aquecer.

Essa descoberta incentiva os paleontólogos a aprofundar suas investigações a fim de encontrar outras evidências que expliquem as razões das mudanças no ecossistema que ocorreram há 1,7 milhão de anos. E se, ao mesmo tempo, aprendemos mais sobre o modo de vida de nossos ancestrais, o que mais você poderia pedir.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.