Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Eles descobriram um novo material para substituir as embalagens plásticas

Estás a ler: Eles descobriram um novo material para substituir as embalagens plásticas

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia criaram um novo material flexível pulverizando várias camadas de quitina em cascas de caranguejo e celulose de árvores.

Segundo os cientistas, esse material poderá em breve substituir as embalagens plásticas. Carson Meredith, diretor do estudo, disse que o principal critério para comparar sua invenção com as embalagens plásticas atuais foi o PET ou polietileno tereftalato.

O PET é um dos materiais à base de petróleo comumente encontrados em todas as embalagens transparentes e garrafas plásticas. O especialista disse ainda que a permeabilidade ao oxigênio de seu material era 67% menor do que a encontrada em algumas formas de PET.

Em outras palavras, esse novo material teoricamente será capaz de preservar o frescor dos alimentos por mais tempo.

Um material forte, flexível e transparente

A celulose é o biopolímero natural mais comum na Terra. A quitina, por outro lado, é encontrada em fungos, mariscos e insetos. Para criar esse material, os cientistas suspenderam celulose e cascas de caranguejo na água e depois as pulverizaram com quitina em camadas alternadas.

O material resultante não é apenas forte, transparente, mas também flexível. Segundo os pesquisadores, um de seus principais benefícios é o fato de impedir a passagem de oxigênio, o que o torna um excelente invólucro de alimentos. Carson Meredith diz que sua equipe está analisando nanocristais de celulose há vários anos para encontrar maneiras de melhorá-los para uso em embalagens renováveis.

Uma grande oportunidade de negócio

Especialistas acreditam que este novo material representa uma grande oportunidade de negócios devido à importância que as embalagens de alimentos estão ganhando à medida que o número da população continua crescendo. De acordo com Meredith, uma molécula de gás terá dificuldade em passar por um cristal sólido porque romperá a estrutura cristalina.

O PET, por outro lado, contém uma grande quantidade de conteúdo amorfo ou não cristalino que uma pequena molécula de gás pode penetrar facilmente. No entanto, Meredith acrescenta que os pesquisadores ainda precisam realizar mais pesquisas e testes antes que o material possa ser usado.

Entre os assuntos que os cientistas devem abordar está a questão do preço pelo qual o material será vendido.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.