Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Extraterrestres vistos por cientistas do METI

Estás a ler: Extraterrestres vistos por cientistas do METI

Alienígenas não fascinam apenas plotters e fãs de ficção científica. A questão da vida fora do nosso próprio planeta também é amplamente debatida na comunidade científica e o METI organizou um dia de trabalho em Paris no mês passado para abordar essas questões.

A espécie humana vem tentando há vários anos estabelecer contato com uma civilização extraterrestre. Ela lançou assim muitas mensagens através do espaço e também enviou várias sondas na direção de sistemas distantes.

METI ET

Todas essas tentativas infelizmente terminaram em amargo fracasso. Diante da situação, os pesquisadores preferiram focar na escuta dos sinais.

METI está considerando a melhor maneira de contatar extraterrestres

O METI (Messaging Extra Terrestrial Intelligence) pensa, por sua vez, que a humanidade não deve ter uma atitude passiva e, portanto, planeja lançar nos próximos anos várias mensagens na direção de vários planetas distantes. O Proxima Centuri b fará parte da lista, mas não será o único.

O grupo iniciou, portanto, uma profunda reflexão nos últimos anos para determinar a tecnologia a ser usada, mas também o conteúdo e a forma da mensagem a ser enviada.

O METI organiza assim um simpósio anual dedicado à vida extraterrestre. A última edição do evento teve lugar em Paris no mês passado e reuniu vários especialistas com uma vasta gama de competências. Astrônomos, é claro, mas também biólogos ou mesmo antropólogos.

Jerome Barkow, especialista em psicologia evolutiva, esteve presente e liderou uma conferência dedicada à vida extraterrestre. Para ele, duas coisas são necessárias para que uma forma de vida possa desenvolver tecnologia: apêndices preênseis e sensação de distância.

É realmente muito difícil desenvolver uma nova tecnologia sem membros e sem poder localizar objetos no espaço.

No entanto, o cientista também pensa que a estrutura ou o ambiente contribuem para o surgimento de tecnologias. Uma espécie extraterrestre vivendo no fundo do mar teria, de fato, a maior dificuldade em ser capaz de manipular a eletricidade ou mesmo a química elementar.

Mas isso não é o mais interessante. Durante sua palestra, o especialista também desenvolveu outra teoria interessante.

Inteligência é bom, saber trabalhar em conjunto é melhor

Para ele, não é porque uma forma de vida é inteligente que será capaz de construir uma civilização tecnologicamente avançada. A chave para o sucesso da humanidade não está em sua inteligência, mas em sua capacidade de trabalhar em uma direção comum e combinar múltiplas habilidades.

Ele citou notavelmente o exemplo dos smartphones. Quase todo mundo sabe como usar esses dispositivos, mas poucas pessoas são capazes de construí-los. Pior, para fabricar esses terminais, é preciso contar com vários componentes desenvolvidos por diferentes empresas, empresas que desenvolveram seu próprio know-how: Sony para os sensores fotográficos, Qualcomm para os processadores, Samsung para o armazenamento e assim por diante .

Com base nessa constatação, o especialista acredita, portanto, que a burocracia é uma invenção a ser colocada no mesmo patamar do fogo ou da roda. Ele permite que vários indivíduos trabalhem juntos para realizar tarefas complexas.

A pesquisadora também foi levada a falar sobre sexualidade. Para ele, esta é de fato uma questão crucial, porque o sexo (ou gênero) serve como fundamento da psicologia humana e da seleção natural.

Também nos permite entender melhor uns aos outros e condiciona ainda mais a forma como nos comunicamos uns com os outros.

E todo o problema está aí, claro, porque nada diz que os extraterrestres compartilham esse traço comum conosco. A possibilidade de uma espécie extraterrestre assexuada não pode ser excluída.

Não, e isso é um problema real, porque a espécie humana teria a maior dificuldade em se fazer entender por tal espécie. É justamente por isso que é fundamental pensar bem antes de enviar mensagens para o espaço.

Jerome Barkow também mencionou os perigos inerentes a esse tipo de projeto. Ele está bem ciente de que pode ser perigoso enviar uma mensagem aleatória para o espaço, mas acha que devemos correr o risco. O contato com uma civilização extraterrestre realmente nos levaria a nos unir e finalmente pensar como uma espécie por direito próprio.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.