Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Galileo nos permitirá em breve monitorar o tráfego marítimo

Estás a ler: Galileo nos permitirá em breve monitorar o tráfego marítimo

EU’EMSA e aEuropa estão procurando uma maneira mais eficiente de detectar e localizar navios que navegam pelos oceanos para garantir sua segurança. Os transponders não são mais suficientes para realizar esta tarefa. Perante a situação, a União Europeia pretende, portanto, contar com a rede de satélites Galileo.

Ser capaz de rastrear navios é essencial por razões de segurança. As autoridades públicas devem poder intervir e tomar todas as precauções necessárias em caso de acidente ou mesmo de localizar edifícios ligados a atividades suspeitas.

VIDRO Galileu

Por enquanto, as autoridades estão usando transponders para localizar e rastrear embarcações. No entanto, esses dispositivos têm muitas limitações e podem ser facilmente desativados para passar despercebidos.

Galileo para detectar navios sem transponders

A União Europeia decidiu, portanto, tomar medidas para resolver este problema espinhoso e iniciou assim um projeto que consiste em contar com os satélites Galileo para seguir os mastodontes dos mares.

De acordo com os números mais recentes, cerca de 4.000 incidentes marítimos ocorreram no ano passado. Várias colisões são deploráveis, embora tenham sido tomadas medidas para evitá-las. Medições baseadas essencialmente na utilização de transponders.

No entanto, alguns capitães sem escrúpulos começaram a desativar esses transponders para poder navegar sem serem vistos. Contrabandistas, traficantes de seres humanos e até alguns pescadores atravessam as águas sem usar esses dispositivos.

Este é obviamente um problema para as autoridades.

Não há mais necessidade de transponders com SPYGLASS

A União Europeia pretende resolver este problema utilizando os satélites utilizados no âmbito do projecto Galileo. Quando ela tiver concluído o projeto, nenhuma nave poderá passar despercebida. Nem mesmo aqueles que navegam sem transponders.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores desenvolveram um receptor que reage às frequências utilizadas pelo Galileo. Esses sensores serão então colocados em bóias ou balões amarrados para ver sua cobertura aumentada e eles registrarão todos os sinais transmitidos ao seu redor.

Quando esses sinais encontram o casco de um navio, eles ricocheteiam nele e o sistema será capaz de detectar esse comportamento. Os dados coletados por esses dispositivos serão usados ​​para estimar a distância, mas também a velocidade relativa do navio.

Os primeiros testes deram positivo. O sistema está funcionando conforme o esperado e pode até aumentar sua precisão integrando radares costeiros ao sistema de vigilância. No entanto, os cientistas responsáveis ​​pelo projeto realizarão testes adicionais para garantir o bom funcionamento de sua solução.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.