Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Japão está testando drones para caçar funcionários sobrecarregados

Estás a ler: Japão está testando drones para caçar funcionários sobrecarregados

a Japão está testando uma nova solução para incentivar funcionários sobrecarregados a voltar para casa. Baseia-se no uso de drones autônomos capazes de andar sozinhos pelas cidades.

O Japão sempre teve uma relação bastante especial com o trabalho. As horas extras são de fato comuns na península japonesa e alguns funcionários, portanto, trabalham mais de 80 horas extras por mês. O excesso de trabalho é, portanto, muito difundido e os esgotamentos são frequentes.

Drone

No entanto, este excesso de zelo também tem repercussões no estado de saúde dos colaboradores e este presenteismo extremo é, assim, responsável por várias dezenas de mortes todos os anos.

Os japoneses, cada vez mais vítimas do presenteísmo

De fato, os estudos mais recentes revelaram que um em cada cinco funcionários foi exposto ao “karoshi” e, portanto, à “morte por excesso de trabalho”.

Em 2015, mais de 20% das empresas declararam que alguns de seus funcionários acumulavam mais de 80 horas extras por mês, ante 100 horas para cerca de 12% das empresas pesquisadas. Todos os setores de atividade obviamente não são iguais perante a coisa e o excesso de trabalho afeta principalmente os setores de transporte rodoviário e informação, setores onde o excesso de trabalho afeta 40% dos empregados.

No ano passado, o “karoshi” fez exatamente 191 vítimas.

Consciente da extensão do problema, o governo tentou em várias ocasiões reverter a situação através da criação de campanhas de comunicação dirigidas a empresas e funcionários.

Agora, o Japão pretende ir mais longe usando drones para incentivar os funcionários mais afetados pelo presenteísmo a voltarem para suas casas antes de virar a arma para a esquerda.

Um drone para empurrar os funcionários para casa

A Taisei e a Blue Innovation trabalharam assim desde o conceito num drone autónomo capaz de patrulhar as ruas da cidade e as instalações da empresa, um drone cujo único objetivo é incentivar os colaboradores a sair dos seus escritórios e regressar a casa.

Para isso, os drones estão equipados com um altifalante e podem, assim, tocar uma música tradicional, cuja principal finalidade é distrair os colaboradores para os sensibilizar para a necessidade de regressarem a casa.

Os dois parceiros não fizeram as coisas pela metade e este famoso drone consegue assim deslocar-se sem a intervenção de um operador, com base no seu GPS e no percurso programado a montante.

Os primeiros testes parecem ter sido conclusivos e o drone será assim colocado à venda no próximo ano ao preço de cinquenta mil ienes, ou cerca de € 3.700. Além disso, seus designers pretendem eventualmente equipá-lo com tecnologia de reconhecimento facial para identificar mais facilmente os funcionários que são adeptos do presenteísmo.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.