Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Nova Zelândia decidirá por conta própria sobre o quão perigoso é o equipamento Huawei

Estás a ler: Nova Zelândia decidirá por conta própria sobre o quão perigoso é o equipamento Huawei

Na segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019, a primeira-ministra Jacinda Ardern anunciou que a Nova Zelândia avaliará de forma independente os riscos associados ao uso de equipamentos de rede 5G da Huawei.

O anúncio segue um relatório recente que sugeria que o governo do Reino Unido usaria as redes da Huawei, embora com algumas precauções.

De fato, a Huawei está atualmente sob escrutínio global devido a alegações propagadas pelos Estados Unidos de que o equipamento Huawei representa uma ameaça à segurança nacional dos países em que é usado devido ao fato de o governo chinês usá-lo para espionagem.

A Huawei é hoje o maior produtor mundial de equipamentos de telecomunicações. Até agora, nenhuma evidência foi apresentada para alimentar essas suspeitas e a empresa de telecomunicações negou repetidamente essas acusações que, no entanto, levaram vários países ocidentais a manter a Huawei longe de seus mercados.

Reino Unido decide fazer negócios com a Huawei

Mesmo assim, o Financial Times informou no domingo, 17 de fevereiro de 2019, que o Reino Unido decidiu dar à Huawei o benefício da dúvida e disse que os riscos poderiam ser mitigados.

Esta decisão do Reino Unido tem um grande impacto em outros países e líderes europeus que podem decidir seguir seu exemplo.

Como lembrete, os serviços de inteligência da Nova Zelândia rejeitaram um pedido inicial do provedor de serviços de telecomunicações, Spark, para usar o equipamento 5G da Huawei em novembro de 2018. Naquela época, o Communications Security Office do governo (GCSB) propôs ao Spark buscar soluções para que Os equipamentos da Huawei não representam uma grande ameaça à segurança nacional.

Nova Zelândia é livre para formar sua própria opinião sobre a Huawei

Além disso, o primeiro-ministro disse que a Nova Zelândia realizará sua própria avaliação de risco do uso de equipamentos Huawei. Acrescenta que espera que “o GCSB aplique a sua legislação e as suas próprias avaliações de segurança”.

Deve-se notar que a Nova Zelândia faz parte da rede de compartilhamento de inteligência Five Eyes, na qual o Reino Unido e os Estados Unidos também estão localizados.

Consciente desta situação, o primeiro-ministro deseja enfatizar que, mesmo que a Five Eyes compartilhe informações, a Nova Zelândia é livre para tomar suas próprias decisões de forma independente.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.