Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

O recall da vacina da Moderna seria eficaz contra a variante Omicron

Estás a ler: O recall da vacina da Moderna seria eficaz contra a variante Omicron

Na segunda-feira, 20 de dezembro, a Moderna fez uma declaração de que sua vacina de reforço Covid seria eficaz contra a variante Omicron. Os resultados laboratoriais seriam, segundo a empresa, ‘tranquilizantes’.

A Moderna, no entanto, indicou que é necessária uma dose completa da vacina como reforço para receber maior proteção. Observe que, atualmente, apenas uma injeção de meia dose é autorizada durante o recall.


vacina da Moderna
Créditos 123RF.com

Por outro lado, os testes mostraram que após duas doses da vacina, a proteção contra o Omicron foi um pouco mais fraca do que a proteção contra a cepa inicial da Covid-19.

Nível de anticorpos e reforço

Em um estudo de laboratório, os cientistas analisaram amostras de sangue de 40 participantes para medir os níveis de anticorpos que neutralizam o Omicron. Essas pessoas tinham baixos níveis desses anticorpos antes de receberem a injeção de reforço.

Atualmente, para se proteger contra o Covid-19, é aconselhável tomar 100 microgramas da vacina da Moderna durante a primeira e a segunda injeção. Um reforço de 50 microgramas deve então seguir.

O estudo laboratorial determinou os níveis de anticorpos produzidos após um reforço de 50 e 100 microgramas. Os participantes foram divididos em dois grupos. O primeiro grupo recebeu uma dose de 50 microgramas e o segundo uma dose de 100 microgramas.

De acordo com os resultados preliminares, a dose de 50 microgramas aumentou a resposta de anticorpos em 37 vezes, por outro lado, com a dose de 100 microgramas, o nível de anticorpos aumentou em 83 vezes.

Vacinas direcionadas?

Alguns fabricantes de vacinas estão atualmente trabalhando na produção de vacinas direcionadas. A Moderna, por exemplo, planeja desenvolver uma vacina específica para a variante Omicron, bem como uma vacina que possa combater simultaneamente variantes preocupantes para ampliar a imunidade.

O CEO da BioNTech também anunciou que eles deveriam poder oferecer uma vacina específica para Omicron a partir de março de 2022.

Enquanto aguardava a chegada das novas vacinas específicas, dados reais da África do Sul revelaram a eficácia de duas injeções da vacina de mRNA da Pfizer e da BioNTech. Alegadamente, eles oferecem até 70% de proteção contra o Omicron. Segundo o CEO da BioNTech, uma terceira injeção dessa vacina ofereceria 70 a 75% de proteção contra todas as formas da doença.

Quanto à vacina da Moderna, Stephen Hoge, presidente da empresa, disse que, com os resultados obtidos, o reforço autorizado de 50 microgramas deve fornecer boa proteção contra a variante Omicron.

FONTE: alerta científico

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.