Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Oculus condenada a pagar US$ 500 milhões à ZeniMax

Estás a ler: Oculus condenada a pagar US$ 500 milhões à ZeniMax

Óculo – uma subsidiária do Facebook desde 2014 – acaba de ser condenado pelo Tribunal Federal de Dallas a pagar a quantia de 500 milhões de dólares, ou 462 milhões de euros, à ZeniMax (especializada em videogames) por roubo de tecnologias que permitiram projetar o Oculus Rift, seu famoso fone de ouvido de realidade virtual.

Enquanto o advogado da ZeniMax reclamava nada menos que 2 bilhões de dólares, a justiça finalmente considerou que a culpa cometida pela Oculus (antes de ser adquirida pelo Facebook) não exigia uma multa tão severa. O depoimento de Mark Zuckerberg – convocado a comparecer durante o julgamento – pode ter possibilitado diminuir a sanção.

oculus_rift

O chefe do Facebook foi de fato chamado a comparecer perante o tribunal para trazer sua versão dos fatos como CEO da controladora da Oculus.

Zenimax: 1 / Óculo: 0

A pessoa então indicou que as acusações eram “infundadas” e que a tecnologia – posteriormente reconhecida como “roubada” – estava pouco avançada no momento de sua recuperação pela Oculus.

Uma observação à qual o advogado da ZeniMax retrucou: “Melhorar esta tecnologia não a torna sua“, acrescentando “Se você roubar minha bicicleta, pintá-la e adicionar uma buzina, ela se tornará sua?

Sem ofender Mark Zuckerberg, ZeniMax e Oculus trabalharam bem juntos em 2012 para projetar uma demonstração técnica de DOOM 3 para o Rift. Foi durante essa colaboração que uma tecnologia desenvolvida pela ZeniMax teria sido erroneamente retida pela Oculus.

Uma questão de tempo?

No entanto, o chefe da rede social não foi indigno no comando, lembrando os juízes da espantosa lentidão que a ZeniMax mostrou antes de chamar a Oculus para prestar contas.

A empresa especializada em videogames esperou quase 4 anos antes de atacar o Oculus no início de 2017.

Um momento para dizer o mínimo, a empresa se tornou uma subsidiária do Facebook e lançou com sucesso seu fone de ouvido de realidade virtual. Isto é o que Mark Zuckerberg explicou com estas palavras: “É relativamente comum que quando um grande negócio é anunciado, as pessoas saem da toca para reivindicar a propriedade de parte do negócio”.

O tribunal, por sua vez, manteve várias acusações, incluindo violações de direitos autorais da Oculus, e indicou que não havia encontrado nenhum elemento que implique o Facebook neste caso.

Crédito ilustrativo

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.