Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Quando um robô nos ensinou mais sobre o interior da grande pirâmide de Quéops

Estás a ler: Quando um robô nos ensinou mais sobre o interior da grande pirâmide de Quéops

A grande pirâmide de Quéops é um dos monumentos mais imponentes do planalto de Gizé, onde se ergue orgulhosamente há mais de 4 milênios. Essa estrutura gigantesca há muito intrigou pesquisadores que acreditam que ela ainda contém muitos mistérios. Nos últimos anos, os especialistas não pouparam esforços para desvendar os segredos dessa pirâmide.

Apesar disso, ainda existem áreas cinzentas que eles não conseguiram esclarecer. Em 2010, com a ajuda de seus colegas, o engenheiro Rob Richardson, da Universidade de Leeds, lançou-se ao desafio de criar um robô explorador que estudasse em detalhes o interior da pirâmide de Quéops.

As pirâmides de Gizé

Demorou cinco longos anos para criar este robô, mas valeu a pena.

Um processo criativo meticuloso

Rob Richardson admite que construir este robô explorador não foi o mais fácil. Durante a fase de design, os pesquisadores tiveram que fazer o possível para tornar o dispositivo o mais leve possível.

“Esse projeto foi muito difícil. O robô tinha que ser extremamente leve – e no final reduzimos para 5 kg. Sua leveza evitou gastar muita energia – no final, os desafios passaram a se tornar oportunidades. Desenvolvemos um sistema que movia o robô de forma muito suave pela passagem,” ele explicou.

Para sua primeira missão, em 2010, esse robô foi enviado a 60 m de profundidade, em um poço de 20 cm2. Ele então teve que filmar o interior desse poço, sem danificar a estrutura durante sua passagem.

Hieróglifos atualizados

A missão de exploração deste robô foi no entanto um sucesso. Como relata Rob Richardson, ele conseguiu capturar imagens de hieróglifos pintados de vermelho no chão de uma câmara escondida. O robô também caiu em uma estrutura de pedra que bloqueou seu caminho.

Infelizmente, a equipe de Rob Richardson não conseguiu passar por esse bloco de pedra:

“Cerca de 50 metros ao longo do poço – vários metros antes do que pensamos ser o fim, uma pedra bloqueia todo o acesso. »

Eles não sabem o que está escondido por trás dessa estrutura. Segundo Rob Richardson, “Ninguém conhece bem o propósito disso: algumas teorias afirmam que é apenas uma simples aeração. Outros pensam que serviria de acesso a um túmulo funerário. »

Rob Richardson chamou o diretor William Westaway para criar um filme a partir dos vídeos gravados por seu robô explorador. Um filme que foi colocado online no início do ano, no canal Ancient Architects.

Atualização: A versão inicial deste artigo implicava que o trabalho realizado por este robô era recente. Este não é o caso. A operação remonta a 2010, pelo que o texto foi editado.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.