Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Trânsito intestinal acelerado pelo café? Cientistas testaram o fenômeno em ratos

Estás a ler: Trânsito intestinal acelerado pelo café? Cientistas testaram o fenômeno em ratos

Quando pensamos em café, pensamos principalmente em seu efeito que permite que você acorde bem de manhã ou se dê um pequeno impulso durante o dia. No entanto, há outro efeito do café que os frequentadores conhecem bem, seu efeito laxante.

Beber café acelera mesmo o trânsito intestinal, ou seja, dá vontade de ir ao banheiro para a grande comissão.

Café

Os cientistas ainda não têm certeza do que se trata essa propriedade surpreendente. É por isso que pesquisadores da Universidade do Texas em Galveston testaram em ratos de laboratório.

Dois resultados importantes foram encontrados neste estudo. Em primeiro lugar, a cafeína não é de forma alguma responsável pelo fenômeno e, em segundo lugar, o café também teria efeitos no microbioma ou nas bactérias do intestino.

Testes realizados em ratos

Para chegar a esses resultados, os pesquisadores fizeram ratos beberem pequenas doses de café por três dias consecutivos. Os roedores foram divididos em grupos: alguns tomaram café normal e outros descafeinado. O segundo passo foi então examinar o sistema digestivo dos sujeitos com exames físicos e com uma sonda. Finalmente, os cientistas estudaram o efeito direto do café nos tecidos do intestino em laboratório.

Os resultados foram claros: a bebida de fato atua no intestino delgado e no intestino grosso, aumentando sua capacidade de contração. A consequência no corpo é o fato de querer defecar. Verificou-se também que a cafeína não é de forma alguma responsável por esse fenômeno. Os efeitos foram vistos igualmente bem naqueles que bebiam café regular como naqueles que bebiam descafeinado.

O efeito do café no microbioma

A pesquisa realizada pelo professor Xuan-Zheng Shi e sua equipe não parou no estudo do tecido intestinal. Eles também analisaram os excrementos dos ratos. Nos bebedores de café, havia menos bactérias do que nos ratos que não absorveram nenhuma. As bactérias também pararam de crescer em contato direto com uma solução de café a 1,5% e depois a 3%. Neste fenômeno também, a cafeína não foi responsável.

Estudos mostraram que existe uma conexão entre o microbioma intestinal e um intestino em movimento. No entanto, por enquanto, o professor Shi e sua equipe não confirmaram que é de fato o efeito do café no microbioma que acelera o trânsito intestinal. Um estudo da década de 90 já havia levantado a hipótese de que a bebida age diretamente no cólon, via intestino delgado e estômago.

Mais pesquisas ainda são necessárias para entender completamente a ligação entre o café e a vontade de ir ao banheiro. De qualquer forma, os resultados são promissores e podemos imaginar que um dia essa famosa bebida poderá ajudar pessoas que sofrem de prisão de ventre ou com problemas relacionados a bactérias intestinais.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.