Aprenda a Ganhar Dinheiro do seu Jeito na Internet!

Uma empresa belga implantou um microchip em vários de seus funcionários

Estás a ler: Uma empresa belga implantou um microchip em vários de seus funcionários

nova fusão, uma empresa belga, implantou um chip RFID sob a pele de alguns de seus funcionários. Todos eles foram voluntários para participar desse experimento, mas isso não impede que a empresa seja alvo de fortes críticas. Muitas pessoas estão de fato preocupadas com os excessos que tais práticas podem ter.

O chip é implantado na mão, na parte carnuda entre o polegar e o dedo indicador.

RFID empresarial

O dispositivo é bastante compacto e, portanto, do tamanho de um grão de arroz.

Newfusion implantou um chip RFID nas mãos de oito de seus funcionários

A instalação é feita com bastante rapidez. O chip é carregado em uma agulha grande e então empurrado sob a pele. O custo unitário é fixado em cem euros.

Ele incorpora muitos componentes diferentes, incluindo um módulo de comunicação. Graças a ele, o chip pode trocar informações com vários equipamentos e é capaz, por exemplo, de identificar funcionários e, assim, abrir as portas das instalações da empresa para eles.

Foi isso que levou a Newfusion a embarcar nesse experimento surpreendente. Como o próprio Tim Pauwels explicou aos nossos colegas da RTBF, “a ideia [de cette puce] brotou depois que vários funcionários perderam seus crachás”.

Agora, graças a ela, os funcionários da empresa não temem mais ficar na porta. Tudo o que eles precisam fazer é esticar a mão em direção ao painel de controle para iniciar o processo de identificação.

Um sistema que substitui os crachás

A Newfusion não impôs este chip a todos os seus funcionários. Eles eram livres para aceitar ou recusar.

No entanto, segundo Alexis Deswaef, presidente da Linha de Direitos Humanos, a implantação desse sistema está longe de ser um ato trivial: “É um perigo real. Os funcionários agora estão sendo policiados até as profundezas de sua carne. É uma ferramenta de controle total. Podemos saber a que horas o funcionário iniciou seu serviço, quando fez a pausa para o cigarro. Vamos então analisar se é produtivo o suficiente? O que faremos com essa coleta de dados? No futuro, trocaremos nossos direitos de privacidade um pouco mais por mais segurança ou conveniência?”.

Esta não é a primeira vez que uma empresa utiliza a tecnologia RFID em seus funcionários. Em abril de 2016, de fato, a Sanofi equipou os crachás de três mil funcionários com um chip desse tipo para acompanhar seus movimentos pelas instalações da Gentilly. A empresa queria saber se o layout das instalações correspondia às suas expectativas. No entanto, neste caso, todos os dados foram anonimizados para evitar possíveis estouros.

~~~~~~~~📱~~~~~~~~

PCtg.net é o lugar perfeito para encontrar as últimas notícias e análises sobre gadgets e aplicativos de tecnologia, bem como dicas e truques sobre como tirar o máximo proveito de sua tecnologia.